14 Março 2008

Porque pensar faz bem, paremos um pouco

«Com esta geração que nos governa nem Ceuta teríamos conquistado. Os custos seriam sempre superiores aos proveitos imediatos. Fazia-se um estudo e não se ia»

Miguel Real, autor do livro A Morte de Portugal - escritor, professor, ensaísta, em entrevista à Visão

Trata-se, apenas, da pérola que mais me fez soar campainhas de alarme na consciência quando li a entrevista. Mas seguramente mais de dois terços das afirmações polémicas deste senhor fazem-nos pensar. E pensar, mesmo que pouco mais possamos fazer aos dias úteis e não nos sobre tempo nos dias de folga, ainda não paga imposto.

1 comentário:

Lunatic on the grass disse...

Não chegarão os candeeiros para os pendurar.